O EXAME DE TOQUE RETAL É OBRIGATÓRIO PARA TODOS SO HOMENS ?

Com a campanha “Novembro Azul”, instituída anualmente no referido mês, dedicada à prevenção do câncer de próstata, surge com os pacientes a seguinte dúvida: todos os homens com mais de 45 anos devem fazer o exame de toque retal?

A resposta é NÃO. Embora o câncer de próstata apresente-se como o segundo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele, o exame de toque retal não é mais uma unanimidade entre os profissionais da saúde. Obviamente, é imprescindível a realização do check-up médico anual, preventivo, inclusive em todas as faixas etárias e em ambos os sexos. O que não significa que o exame específico de toque retal deva ser obrigatoriamente realizado em todos os homens com mais de 45 anos de idade. 

A Força Tarefa Americana de Serviços de Prevenção, a Força Tarefa Canadense em Saúde Preventiva, a Associação de Urologistas dos EUA, o Ministério de Saúde Brasileiro, a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade e até o Instituto Nacional do Câncer (INCA) não aconselham a realização constante e obrigatória do toque retal. Enquanto isso, a Sociedade Brasileira de Urologia defende que é muito importante fazer o exame com frequência a partir dos 45 anos de idade e que essa é a forma mais eficaz de prevenção.

Acontece que um estudo realizado pela Harding Center acompanhou 2 mil homens por 10 anos, dos quais 1000 passaram anualmente por exames de toque retal e 1000 não. No primeiro grupo, 7 homens morreram de câncer de próstata, enquanto entre aqueles que não realizaram o teste com frequência, exatos 7 também morreram pela mesma razão. Além disso, no acompanhamento, 160 homens se tornaram suspeitos de ter o câncer, quando não tinham.

Diante desses resultados, de todos os preconceitos e controvérsias, procuramos adotar os protocolos de instituições importantes de saúde. Apoiamos incontestavelmente a realização dos check-ups anuais preventivos que incluem diversos exames, inclusive hormonais. No referido check-up, o acompanhamento da saúde prostática pode ser realizado através do exame de PSA (antígeno prostático específico medido no exame de sangue) e, quando necessários, Ultrassonografia e/ou Ressonância Magnética da Próstata. Recorremos ao exame de toque retal em casos assintomáticos específicos, ou em homens com 45 anos ou mais, que tenham apresentado sintomas da doença (como dificuldade de urinar e dor óssea) ou que tenham histórico de câncer de próstata na família.

Nossos artigos tem caráter meramente informativo e não devem ser utilizados para realizar autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação. Consulte sempre seu médico.